Follow by Email

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

XXXIII Concurso Internacional Literário das Edições AG - " AMANHÃ, OUTRO DIA".

Poetisa: Núbia Cavalcanti dos Santos.
Classificação: 4º Lugar.

Amanhã, sem você

Amanhã, quando o dia raiar
E a chuva passar
Nada mais será como antes
A não ser a dor incessante que sentimos
Nesses corações errantes
Possuídos por esse amor incessante.

E, quando a noite chegar
Ornamentada pela luz incandescente
Do majestoso luar prateado
Dos meus olhos tristes
Uma lágrima brotará
Simbolizando a dor da saudade
Que ficou em seu lugar
Pungindo a minha alma dilacerada.

Em meus devaneios insanos
Eu sinto a sua presença
E me aconchego em seus braços fortes
Mas, ao voltar à realidade
Seu lugar está vazio e gélido
E eu sinto o frio da solidão
Envolver-me em seus braços
Tornando a noite mais sombria ainda.


Um novo recomeço

De repente, do amor ausente
Restou a saudade presente;
De um coração apaixonado
Restou um sonho inacabado.

De repente, tudo se perdeu
Mas a esperança, não morreu
Está apenas adormecida
Dentro de um coração, sem saída.

De repente, um novo amor há de chegar
Com o início da primavera, desabrochar
E, ao raiar da aurora, florescer.

De repente, um novo recomeço
Trazendo a magia e o encanto
De um passado alimentado pelo pranto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário